D. João VI. As duas faces do poder

Autoria: Isabel Baltazar
Título: D. João VI: As Duas Faces do Poder
Local: Lisboa
Edição: Roma Editora
Data: 2009
ISBN: 978-989-806-341-0








D. João VI, As Duas Faces do Poder é um estudo sobre a imagem do Rei no processo revolucionário de 1820-1823 e sobre o poder régio no vintismo. O vintismo precisa da figura do Rei para se tornar credível social e politicamente, mas trata-se de uma necessidade meramente formal. O rei é necessário ao vintismo, quer a nível interno - as pessoas acreditavam e respeitavam a pessoa do Rei - quer a nível externo - a Europa sabia da existência de um rei.

Em todo o vintismo, assiste-se a uma mudança de valores e à concretização de projectos e reformas que tinham sido constantemente adiados. O conceito de soberania adquire um novo significado. A soberania fundamenta-se no direito natural e expressa-se na Constituição e o seu exercício legitima-se através da vontade da Nação que delega nos seus representantes o exercício do poder. A democracia em Portugal teve aí as suas raízes e este livro de Isabel Baltazar constitui um importante contributo para melhor as conhecer.